Construsenge

Manta de fibra de carbono em reforços estruturais

Vamos falar um pouco sobre um tipo de material que é relativamente novo no mercado, mas que já provou ser muito eficaz em diversos setores e aplicações devido às suas ótimas propriedades mecânicas: o compósito de fibra de carbono.

Este é um componente que unifica as propriedades da resina epóxi (excelente distribuição das solicitações recebidas) às da fibra de carbono (grande capacidade de suportar esforços de tensão). Desse modo, promove um composto que pode ser utilizado em diversas aplicações e, inclusive, como reforço estrutural para concreto, tema que será abordado agora.

Por que utilizar a manta de fibra de carbono como reforço estrutural?

A realização de procedimentos de reforço estrutural é bastante corriqueira no setor da construção civil.  Tais processos são realizados com o intuito de garantir a segurança e a integridade da edificação que passou, ou passará, por alguma alteração em seu uso – seja aumento na carga suportada por alterações geométricas, ou por algum processo de degradação precoce.

Neste sentido, os processos atualmente mais empregados na realização de reforço estrutural são aqueles que utilizam armaduras externas, vigas metálicas e microconcreto. Entretanto, estes procedimentos exigem grandes alterações na geometria da estrutura, e acabam por aumentar consideravelmente o seu peso total, gerando grandes desvantagens quando comparados a métodos mais contemporâneos, como a fibra de carbono.

Sendo assim, o reforço estrutural com fibra de carbono é considerado uma otimização das diversas outras técnicas existentes.

No método, importantes características (rapidez e limpeza na execução, menor necessidade de mão-de-obra e altas resistências mecânicas) são unificadas, possibilitando a realização de um reforço estrutural mais completo e com ótimos resultados, tornando-o uma das melhores opções disponíveis no mercado.

Aplicação de lâmina e manta de fibra de carbono

O uso da manta de fibra de carbono como reforço estrutural para elementos de concreto é um processo relativamente rápido, porém, complexo, se comparado aos demais. Portanto, procure sempre empresas peritas no setor para realizar tal procedimento.

O método de aplicação da fibra de carbono é, normalmente, dividido em três etapas, que serão abordadas a seguir: preparação da estrutura, aplicação da manta e teste de qualidade.

Preparação da estrutura

Na primeira etapa, o objetivo é garantir a perfeita coesão entre o concreto e a resina epóxi. Para tanto, é necessário que a superfície do concreto seja preparada corretamente para receber a resina.

O preparo se inicia com a correção das patologias pré-existentes, tais como trincas, corrosões e armaduras expostas. Este cuidado é essencial para que estes distúrbios não afetem o resultado do reparo.

Na sequência, deve-se realizar o desbaste da superfície da estrutura. Neste momento, o mais indicado é utilizar disco diamantado para desbaste. O objetivo é abrir os poros superficiais do concreto e otimizar a penetração/aderência da resina epóxi.

Após lixada, a superfície deve ser limpa para que todos os detritos sejam retirados.

Em seguida, inicia-se o macaqueamento e/ou escoramento reativo da estrutura. O intuito é reduzir as cargas atuantes na estrutura para que o reforço de fibra de carbono seja tensionado logo após a retirada das escoras, atuando como reforço.

Aplicação da manta

Terminada a preparação da superfície, a aplicação do epóxi primer pode ser iniciada. O procedimento é necessário, pois garante a impregnação dos poros do concreto, conferindo uma boa aderência entre os elementos.

Em seguida, a manta deve ser aplicada sobre a estrutura de concreto imprimada. A impregnação é realizada com a ajuda de um rolo tira bolhas, para evitar espaços vazios entre o concreto e a manta.

Por fim, nova camada de resina epóxi é aplicada e impregnada de maneira uniforme sobre a manta.

Teste de qualidade

Após o tempo de cura do reforço, é recomendável a realização de um ou mais testes de qualidade. O objetivo é a certificação de que a resina se uniu corretamente ao concreto.

Dentre os tipos mais comuns de teste, pode-se citar o de sonoridade e o de arranchamento mecânico. Uma vez que os testes garantirem bons resultados, o processo é, então, finalizado.

Cuidados finais 

Neste artigo, buscamos mostrar os principais benefícios da aplicação da manta de fibra de carbono como opção para reforço estrutural. Vimos que este método busca aliar as melhores características de todos as outras soluções. Desta forma, esta é, sem dúvida, uma ótima alternativa para reforços estruturais.

Contudo, duas importantes ressalvas devem ser feitas.

  • A primeira é relacionada à aplicação da manta de fibra de carbono que, apesar de parecer simples, requer uma mão-de-obra qualificada e bem instruída. Os componentes utilizados nesse reforços são diferenciados e devem ser corretamente manejados. Portanto, sempre busquem empresas especializadas no ramo.
  • A outra é com relação ao custo deste método. Por ser um material mais sofisticado, geralmente o custo inicial é mais elevado. Entretanto, visto que a mão-de-obra é reduzida e a quantificação dos materiais é precisa, o custo final deste método resulta muito próximo, ou igual, aos métodos tradicionais.

 

Conheça nossos serviços! Entre em contato!

 

Fonte: simcon.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *