Construsenge

Revitalização da fachada: um novo aspecto ao seu imóvel

revitalização de fachadas

Sabe quando você compra uma roupa nova para ir naquela festa que você planejou um bom tempo? A fechada do prédio seria como se fosse essa roupa, é o destaque do prédio, o que chama atenção a princípio e atrai olhares. É o primeiro contato da pessoa que se tronará morador do lugar, se o prédio estiver todo sujo, pichado, desgastado, consequentemente perderá possíveis moradores, afinal a estética conta muito. Essa revitalização pode agregar ao imóvel segundo especialistas, valorização de mais quarenta por cento ao imóvel.

Outro ponto, é que a revitalização da fachada, principalmente tratando-se se grandes prédios, esse desgaste pode trazer um certo perigo aos pedestres, se um edifício for totalmente abandonado e não tiver alguma manutenção, alguma pastilha da parede pode se desprender e cair, causando um acidente. No caso de São Paulo, a revitalização da fachada com a manutenção e sua limpeza, deve ocorrer em um prazo máximo de 5 anos. Isso contribui para que a cidade também mantenha um aspecto limpo, e até mesmo com uma revitalização mais profunda, dá um aspecto arquitetônico de modernidade aos prédios.

Sobre a revitalização, há níveis diferentes de tratamento do imóvel. Há no caso aspecto de recuperação e pintura, pequenos ajustes e mudanças para uma manutenção mais superficial com mudanças singelas. A restauração, que visa recuperar o aspecto original, muito utilizado para revitalizar obras históricas sem perder traços essenciais da história. Retrofit que visa modernizar um aspecto já muito ultrapassado, seria novamente a questão de adaptar seu edifício à época com tecnologia avançada, trazendo uma aparência de certa forma mais evoluída, como no caso da utilização de vidros na fachada, sendo essencial respeitar o chamado “limite estrutural da edificação”, por isso que graças a esses limites estruturais é necessário chamar profissionais para verificar todos os passos com cuidado e então realizar os cálculos.

Agora, vamos supor que você não entende nada sobre a revitalização, nunca pensou que é tão importante e tão necessário esse processo para a segurança. O que você deve fazer? Quais passos a seguir?

Primeiro passo é procurar uma equipe de profissionais para avaliar a situação, há todos os cálculos a serem feitos que depende de um arquiteto, e após, uma equipe precisa ser gerenciada para realizar todos os processos estruturais de revitalização.

Segundo passo será escolher o melhor material. Há diferentes tipos, entre eles cerâmicas, pedras, pastilhas, concreto aparente. É de suma importância que você entenda que cada tipo de material requer uma manutenção específica, tempo de lavagem, e ainda uma reforma mais profunda pelo desgaste, para justamente não ter risco de algum deles se soltar e ocasionar acidentes.

Terceiro passo se trata da Limpeza programada. Vamos dizer que você já escolheu o material, então agora pela especificidade do que foi escolhido você vai precisar programar a limpeza do prédio, como foi dito acima, a legislação paulista informa que o prazo máximo é de cinco anos, mas não há uma regra exata que vale para todos os materiais, essa limpeza deve sim acontecer, mas quem poderá dar um prazo de quanto em quanto tempo será os próprios profissionais que fizeram a instalação do material.

Quarto passo é a tão necessária manutenção. Se a limpeza é importante, a manutenção mais ainda. Em geral uma dica é fazer uma reparação minimalista de três em três anos. Vindo até mesmo a depender da limpeza. Os próprios matérias podem fornecer uma noção de tempo.

 

Gostou das dicas? Acompanhe nosso blog e leia mais conteúdos interessantes assim!

 

Fonte: reformweb.com.br

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *